A Triton Minerals já estava presente no negócio e na terça-feira adquiriu os restantes 20% de participação, lê-se em comunicado.

“A aquisição da plena propriedade económica acontece num momento importante para o desenvolvimento do Projeto Ancuabe”, um dos locais de prospeção promissora para abertura de minas, referiu Peter Canterbury, diretor de operações da empresa.

Advertisements

A medida vai também ajudar a montar a operação financeira com vista a que a Triton tome uma decisão de investimento “no segundo trimestre de 2018”, acrescentou.

A licença de exploração mineira em causa situa-se no distrito de Ancuabe, província de Cabo Delgado, uma região do norte de Moçambique onde já operam outras minas de grafite e onde novas empresas planeiam também iniciar exploração.

A procura por grafite está em alta a nível mundial por ser um componente usado em baterias, numa altura em que o mercado de automóveis movidos a eletricidade e outros produtos elétricos, como as aeronaves autónomas (drones), está em expansão.

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.