A Acacia Mining, mineradora britânica, foi um dos grandes contribuintes para o crescimento da economia da Tanzânia no ano passado. A empresa fundada em 2000 contribuiu com 1,5% para o crescimento económico daquele país da África Austral.

Segundo um estudo da Ernst and Young (EY), a contribuição das três minas de Acacia – North Mara, Bulyanhulu e Buzwagi – representou cerca de 1,5% do Produto Interno Bruto (PIB) total que subiu para 50,5 trilhões/ano em 2017.

Advertisements

A contribuição do ano passado foi de cerca de 200 milhões de dólares pelas empresas, por sinal, uma contribuição inderecta por parte dos fornecedores externos em 689 milhões de euros e contribuições internas de 208 milhões de dólares.

Ainda de acordo com o estudo da EY, totalizando impostos directos, indiretos e induzidos pagos pela Acacia, seus funcionários, fornecedores e outras empresas afectadas, a contribuição total da Acacia em 2017 na economia tanzaniana foi estimada em 186 milhões de dólares.

O multiplicador de pleno emprego total (incluindo a actividade econômica indirecta e induzida) é de 17, o que pode ser visto como, para cada funcionário directo de Acacia, 16 empregos salariais adicionais e auto-proprietários são apoiados na economia mais ampla da Tanzânia.

Por outro lado, o multiplicador de empregos assalariados é de 12, o que pode ser interpretado como, para cada funcionário directo de Acacia, 11 empregos salariais adicionais são apoiados na economia mais ampla da Tanzânia.

A Acacia Mining (ex-African Barrick Gold plc) é uma empresa de mineração de ouro que opera na Tanzânia, com propriedades de exploração no Quênia, Burkina Faso e Mali. Ele está listado na Bolsa de Valores de Londres e na Bolsa de Valores de Dar es Salaam. O acionista maioritário da Acacia é a Barrick Gold,  que possui 63,9% da empresa.

1 COMENTÁRIO

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.