O Serviço Nacional de Proteção Civil e Bombeiros (SNPCB) angolano registou, ano passado, mais de 300 casos de derrames de combustível no mar e em terra e 42 incêndios.

Os dados em alusão foram trazidos ao público pelo chefe de departamento de Tática do SNPCB, Manuel Francisco, que falava à margem de um seminário nacional de segurança na comercialização, transporte e utilização de combustíveis em Angola, realizado na quinta-feira, em Luanda.

Advertisements

O encontro, organizado pelo Instituto Tecnológico de Gás de Angola, teve como objetivo informar os proprietários de estabelecimentos comerciais sobre as medidas de segurança a ter em conta no exercício da sua atividade.

Por sua vez, o comandante do SNPCB, Bênção Cavila, exortou a colaboração no processo de transporte de combustível de modo a evitar sinistros e calamidades naturais. Para Cavila, a prevenção de sinistros permitirá poupar recursos humanos, materiais e financeiros.

“Trata-se de uma tarefa que deve ser bem acompanhada com envolvimento das populações, sensibilizando-as sobre as formas de prevenção de sinistros e calamidades naturais, de modo a garantirmos uma sociedade cada vez mais tranquila e pacífica”, disse o responsável, citado hoje pelo Jornal de Angola.

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.