A agência de classificação de risco Moody’s elevou, recentemente, o rating da mineradora Vale (BOV:VALE3), passando de ‘Ba1’ para ‘Baa3’, com perspectiva estável. De acordo com a Moody’s, a medida reflete a melhoria dos indicadores de crédito da companhia apoiada pelo melhor perfil da produção e redução nos níveis de endividamento.
No documento em alusão, a Moody’s declara que a elevação também faz parte do acordo rubricado, no dia 25 de Junho de 2018, entre a Vale, BHP e autoridades brasileiras, relacionado às responsabilidades de remediação em relação à Samarco.
Dessa forma, os ratings da Vale continuam a refletir o overhang de longo prazo representada pelas incertezas em relação ao nível de suporte que a Vale oferecerá à Samarco ou pelo resultado dos litígios existentes e seu impacto na liquidez e no perfil da dívida da companhia.
“A maior geração de caixa e menores gastos de capital em comparação com os anos anteriores a 2016 levaram a fluxos de caixa livres positivos, que esperamos continuar até 2020, caso os preços do minério de ferro permaneçam dentro dos níveis de sensibilidade de preço no médio prazo, de 45 a 75 dólares por tonelada”, destacou a Moody’s.

 

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.