A Cardinal Resources recebeu 25 milhões de dólares em fundos da empresa de investimentos Sprott para o projecto de ouro da Namdini em Gana, na África Ocidental.
A Cardinal vai usar o montante para financiar seu estudo de pré-viabilidade (PFS) e estudo de viabilidade definitivo (DFS), bem como para capital de giro em geral. O acordo está previsto para 17 de Agosto.
“Temos o prazer de anunciar a validação de terceiros da Sprott, um dos principais participantes do sector. Esta instalação proporciona à Cardinal a capacidade de continuar a acelerar a Namdini para a conclusão de um estudo de viabilidade definitivo, previsto para o terceiro trimestre de 2019, além de maximizar o valor para o acionista evitando a diluição desnecessária.”, disse Archie Koimtsidis, diretor executivo e diretor administrativo da Cardinal.
A Cardinal vai entrar num prazo de reembolso de 30 meses com uma taxa de juros de 7,75% e emitirá 4,25 milhões de acções ordinárias para a Sprott, sujeitas à aprovação dos acionistas.
A mina de Namdini tem um recurso mineral indicado de 6.5 milhões de onças (6.5Moz) de ouro a 1.1 gramas por tonelada (g / t) acima de 180Mt de minério, e um recurso mineral inferido de 0.5Moz de ouro a 1.2g / t sobre 13Mt de minério. Ambos os recursos indicados e inferidos foram actualizados pela empresa em Março de 2018, depois de um adicional de 15.684m de perfuração de diamante em 35 furos.

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.