De acordo com, consultora Verisk Maplecroft, a subida da Tanzânia para o terceiro lugar no índice de nacionalismo face aos recursos naturais torna Moçambique num país mais atractivo para as empresas de petróleo e gás.

O ranking tornado público pela Verisk, na quinta-feira (21), destaca a Republica Democrática do Congo e Venezuela, país que no presente enfrenta uma crise sem precedentes, estando a Tanzânia em terceiro e a Rússia no primeiro lugar depois do pódio.

Advertisements

Moçambique, Angola e Guiné Equatorial são considerados países de risco “médio”, ocupando, respectivamente a 59.ª, 55.ª e 40.ª posição no Índice de Nacionalismo face aos Recursos (INR). A Verisk Maplecroft explica que a subida da Tanzânia do nível de risco “médio” para “extremo” resulta da “guerra económica” lançada pelo Presidente Magufuli contra as grandes empresas mineiras em Maio de 2017, com “implicações que vão para além do sector mineiro”.

“As empresas de gás natural e petróleo encaram, cada vez mais, o vizinho Moçambique como um parceiro mais previsível e fiável para desenvolver a exploração de gás natural liquefeito (GNL) ‘offshore’ (ao largo) do que a Tanzânia”, lê-se no ranking da consultora.

Segundo a Verisk Maplecroft, enquanto o Presidente tanzaniano insistiu que as petrolíferas internacionais desenvolvessem as infraestruturas ‘onshore’ (em terra), o que exige mais despesas de capital, o Governo moçambicano permitiu o desenvolvimento ‘offshore’, “que é mais fácil de financiar, pois tem custos iniciais mais baixos e permite um acesso mais fácil ao mercado”.

A consultora realça ainda que, apesar do escândalo das dívidas ocultas, o governo moçambicano não recorreu a um “nacionalismo agressivo face aos recursos”, numa altura em que as petrolíferas se preparam para fazer as decisões de investimento para 2019 no sector GNL. A Verisk Maplecroft destaca que 30 países, num total de 198, registaram um aumento nos riscos de nacionalismo face aos recursos no ano passado, incluindo 21 grandes produtores de petróleo, gás e minerais

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.